Benefícios da Amamentação para a Mãe

Sabemos que o leite materno tem inúmeros benefícios para a saúde do bebê. E quais são os benefícios da amamentação para a Mãe?

Desde o primeiro contato pele à pele com o bebê, o organismo da mulher libera citocinas, também chamado de “hormônio do amor”, cada vez que o bebê mama.

Além disso, ao amamentar desde o início e regularmente, o útero se retrai mais rapidamente daquele de uma mãe que não amamenta.

Os dias que se seguem após o nascimento do bebê, a ocitocina produzida no corpo durante o aleitamento contribui para evitar novas perdas de sangue.

Por consequência, a mulher é menos suscetível a sofrer de uma anemia em razão da carência de ferro.

Portanto, se você pensava que a amamentação só beneficia o bebê, veja aqui todos os benefícios para a saúde da mãe.

Benefícios da amamentação para a mãe

Embora a amamentação ofereça inúmeros benefícios à criança, acabamos nos esquecendo de mencionar as vantagens para a mãe.

Fora alguns desconfortos que a mãe pode sentir, como dor no seios, rachaduras ou inchaços, que pode ser aliviado com o uso de sutiã de amamentação, esse alimento com propriedades excepcionais para o bebê, também é protetor para a mãe.

Confira, a seguir, como a mãe pode se beneficiar da amamentação:

Amamentar durante seis meses reduz o risco de diabetes

Segundo um estudo publicado no “Journal of the American Medical Association (JAMA)”, amamentar seu bebê durante pelo menos seis meses, reduz até 47% o risco da mãe desenvolver diabetes.

Os pesquisadores pensam que o efeito estaria relacionado aos hormônios, que poderiam agir como agentes protetores, ou então, não amamentar poderia afetar o equilíbrio hormonal.

Menos dores após uma cesariana

Uma pesquisa realizada em uma universidade da Espanha mostrou que amamentar após a mulher ter se submetido a uma cesariana, permite reduzir a dor da cirurgia, independente da idade da mãe. Este é outro benefício da amamentação para a Mãe.

Prevenção contra câncer de mama

O risco de câncer de mama em mães lactantes cai em 2% para cada período de cinco meses de amamentação, segundo os estudos.

O aleitamento tem efeitos protetores, porque ele pode retardar o retorno da menstruação, reduzindo assim a exposição da mulher aos hormônios como os estrógenos, que estão ligados ao risco de câncer de mama.

Segundo a revista britânica Lancet, a amamentação materna poderia prevenir, a cada ano no mundo, a morte de 20.000 mães por causa de câncer de mama.

Menos risco de doenças cardiovasculares

Um estudo americano indicou que as mulheres na menopausa que amamentaram seus filhos apresentavam menos risco de sofrer crises cardíacas, AVC e doenças cardiovasculares, comparando com aquelas que nunca amamentaram.

Contribuir para a perda de peso

Mesmo se para a maioria das mães seja muito difícil eliminar os quilos a mais, só o esforço de se ocupar do recém-nascido e o fato de amamentá-lo após o nascimento, ajudam bastante na perda de peso.

Além disso, ao dar o seio ao bebê, seu organismo retira das reservas de gorduras acumuladas e armazenadas durante a gravidez, a energia necessária para produzir o leite.

Isso quer dizer que você também pode perder calorias e isso é mais um dos benefícios da amamentação para a Mãe.

Também causa a contração do útero, o que permite que ele retorne ao seu tamanho inicial mais rapidamente, o que faz seu abdômen parecer mais plano.

Interação única entre mamãe e bebê

A amamentação favorece uma ligação forte entre a mãe e a criança.

A sucção do bebê produz a prolactina, um hormônio responsável pela produção do leite, mas que fornece também uma calma à mãe.

Agora, esses efeitos só serão visíveis e duráveis se você adotar uma alimentação equilibrada e praticar uma atividade física regular.

No início, basta alguns minutos de caminhada com seu bebê.

Considerações Finais

Como você viu, não é só o bebê que se beneficia da amamentação, mas os benefícios para a mãe são fantásticos!