dicas-dia-dia-evitar-doenças-osseas

Dicas do dia a dia para evitar doenças ósseas

Ei, se você acaba de chegar neste artigo, é porque provavelmente quer evitar doenças ósseas, principalmente se a idade está chegando.

Até porque, infelizmente, as doenças ósseas atingem grande parte das pessoas, com sintomas começando a ficar presentes no decorrer da idade.

Dessa forma, querendo ou não, se cuidar é uma das primeiras formas para evitar vir a ter tais problemas futuramente.

Portanto, nesse artigo, citaremos dicas simples, porém importantes para envelhecer tendo saúde óssea.

Fontes de cálcio

Investir em uma dieta balanceada e exercícios é essencial para prevenir a doenças ósseas.

Nesse sentido, é nesse momento que entra o consumo diário de leite e derivados, como uma boa alternativa para a manutenção da saúde óssea, além disso o cálcio presente nesse grupo de alimentos, é fundamental para a contração muscular, lembrando que a prática de atividades físicas também é um fator de proteção para essas doenças.

No entanto, sabemos que nem todos podem consumir leite, os intolerantes a lactose a depender do grau de intolerância podem consumir derivados como queijos especialmente os cozidos ou curados e iogurtes. Além disso atualmente a indústria já nos fornece uma grande gama de produtos lácteos zero lactose.

Já aquele grupo de pessoas que possuem alergia a proteína do leite de vaca APLV, ou mesmo aqueles que não consomem alimentos de origem animal como os veganos, devem optar por outras fontes de cálcio como:

  • Brócolis
  • Espinafre
  • Linhaça
  • Grão de bico
  • Aveia
  • Amêndoas
  • Gergelim
  • Sardinha enlatada (porém cuidado com o excesso esse alimento contém muito sódio)
  • Ovo

Vitamina D

A vitamina D está diretamente relacionada ao metabolismo do cálcio no nosso organismo, ela faz o controle dos níveis de cálcio e fósforo no nosso sangue, é capaz de elevar a absorção intestinal de cálcio e ainda de melhorar a qualidade e resistência óssea. Dessa forma, a deficiente desse nutriente pode também gerar possíveis prejuízos a sua saúde óssea.

Onde encontramos vitamina D:

  • Sardinha enlatada
  • Atum
  • Salmão
  • Espinafre
  • Gema de ovo
  • Fígado
  • Cogumelos

Atualmente os laticínios são enriquecidos com vitamina D, dessa forma também são fonte desse nutriente leite e iogurtes industrializados.

Exposição Solar

Existem tipos distintos de vitamina D, uma delas a vitamina D2 ou ergocalciferol que obtemos através do consumo de alimentos fonte, como os listados acima, existe também a vitamina D3 ou colecalciferol, que através da exposição solar ocorre a conversão de uma substância obtida através do colesterol e que se encontra armazenada nas células da nossa pele, em vitamina D3.

Cuidado com o consumo de sódio

Não existe forma de prevenir doenças ósseas sem controlar ingestão excessiva de sódio, pois essa substância dificulta a absorção do cálcio.

É crucial ter ideia de que o sódio não se encontra apenas no sal de cozinha. Veja outros alimentos em que ele está presente:

  • Embutidos
  • Temperos prontos
  • Comidas fast-food.
  • Doces industrializados
  • Enlatados e conservas

De forma geral, o sódio está presente em todos os alimentos industrializados, pois este age como conservante, por esse motivo a base de uma alimentação saudável é sempre alimentos in natura, ou pouco processados como arroz, feijões e outras leguminosas, aveia, carnes, ovos, leite, queijos exceto os ultrafiltrados, iogurte natural, frutas, verduras…

Faça exercícios físicos regulamente

Você sabia que os exercícios físicos também têm um efeito positivo na saúde óssea?

Bem, de acordo com o próprio Ministério da saúde, essa é uma das principais dicas para evitar doenças ósseas. Porém cuidado com os excessos, principalmente se você possui idade mais avançada ou se nunca realizou nenhum tipo de atividade física.

E lembre-se ninguém melhor profissional de educação física o único profissional capacitado para te orientar de forma adequada quanto a prática de qualquer atividade física, da mesma forma que, ninguém melhor que o nutricionista para avaliar se a ingestão de nutrientes essenciais para uma boa saúde óssea está adequada.

Agora caso já exista algum problema ósseo ou articular, não deixe de consultar um bom ortopedista, antes mesmo de iniciar qualquer atividade física.

Além disso problemas genéticos nas articulações dos joelhos, assim como lesões e fraturas devido acidentes durante a prática esportiva são muito comuns, nesses casos procure por um bom Médico Especialista em Joelho. Lembre-se de não negligenciar a dor, em casos mais graves pode ser necessário até mesmo uma cirurgia no joelho.

Considerações finais

As doenças ósseas é algo que toda pessoa deve desde cedo ter como uma preocupação, uma vez que é algo comum de aparecer com o processo de senescência, além disso mulheres especialmente pós menopausa, e pessoas que fazem o uso de medicamentos como corticoides, anticonvulsivantes, agentes imunossupressores, agentes hormonais e anti-hormonais já constituem um grupo de risco para esse tipo de doença.

Então, a partir de agora, comece a seguir essas dicas, e consiga ter uma vida bastante saudável, garantindo a sua saúde óssea.

Rolar para cima